Abaixo-assinado defende representação contra Cunha

A deputada Luizianne Lins (PT-CE) assinou hoje à tarde o abaixo-assinado pela admissão da representação disciplinar, ajuizada no Conselho de Ética da Casa, que pede o afastamento do deputado Eduardo Cunha da presidência da Câmara dos Deputados e contra a obstrução da pauta promovida pelos partidos de oposição. Entre outros pontos, o documento avalia que o deputado tem revelado, diuturnamente, a falta de qualquer pudor em utilizar sua posição de direção da Câmara Federal em proveito próprio, inclusive promovendo e patrocinando o cancelamento de sessão do Conselho de Ética, atacando Instituições e praticando toda sorte de chantagens.

Confira a íntegra do texto:

Abaixo-assinado pela admissão da representação disciplinar contra o Deputado Eduardo Cunha da Presidência da Câmara dos Deputados e contra a obstrução de pauta promovida pelos partidos da oposição.

Nós, Deputados Federais abaixo-assinados, junto com outros que ainda virão  assinar o presente documento, demandamos, mais uma vez, a admissão e  prosseguimento da representação contra o Deputado Eduardo Cunha,   ajuizada no Conselho de Ética.

Com efeito, o Deputado Eduardo Cunha tem revelado, diuturnamente, a falta de qualquer pudor em utilizar sua posição de direção da Câmara Federal em proveito próprio, inclusive promovendo e patrocinando o cancelamento de sessão do Conselho de Ética, atacando Instituições e praticando toda sorte de chantagens.

A oposição, por sua vez, até poucos dias atrás legitimou todas as ações do Deputado Eduardo Cunha, beneficiando-se desta relação de conveniência. Agora, ao passar a defender o afastamento de Eduardo Cunha, o faz obstruindo toda e qualquer votação de interesse do país.

Devemos pois, nos manifestar firmemente contra qualquer tentativa do Deputado Eduardo Cunha de se utilizar do cargo de Presidente para beneficiar sua própria defesa, em detrimento dos interesses da Sociedade Brasileira.

Demandamos que o Conselho de Ética decida pelo prosseguimento da representação ali ajuizada, tendo em vista a contundência das provas até aqui apresentadas contra o  Deputado Eduardo Cunha.

Brasília, 01 de dezembro de 2015.

 

Comente e participe!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s