NOTA AO POVO DE FORTALEZA

WhatsApp Image 2020-07-05 at 18.17.03O diretório do Partido dos Trabalhadores (PT) de Fortaleza definiu neste domingo, 05/07 por aclamação, o nome da deputada federal Luizianne Lins como pré-candidata à Prefeitura de Fortaleza nas eleições de 2020.
A próxima gestão municipal de Fortaleza vai se defrontar com uma crise econômica aprofundada pela pandemia. Uma crise profunda, devastadora para setores inteiros da economia, que terão seu funcionamento futuro condicionado à evolução de soluções para a prevenção ao Covid19. A queda geral da renda, seja em função do desemprego, seja pela precarização das condições e dos direitos do trabalho, já está sendo brutal. E, no caso de Fortaleza, uma cidade sustentada economicamente pelo comércio e pelo setor de serviços em geral, a realidade tende a ser mais dura ainda.
Esse quadro de tragédia social, em que se combinam crise sanitária e políticas ultraneoliberais de desprezo à vida, destruição de direitos e desmonte de redes de proteção social, vai exigir que a próxima gestão municipal seja marcada pela solidariedade, com um conjunto vigoroso de políticas de assistência social e de geração de emprego e renda. Políticas essas, que terão de ser necessariamente massivas. Que poderão e deverão se desdobrar também para públicos específicos como mulheres, jovens, negros e LGBTs.
Outro grande desafio é pôr um freio à violência que amedronta e mata a juventude das nossas periferias e gera intranquilidade às suas famílias. O desafio aqui é o de formular políticas estruturadas no respeito aos direitos humanos – onde arte, cultura, esporte e lazer tenham um papel de destaque e que confrontem e rompam com o “populismo policial” que alimenta o bolsonarismo e o neofascismo brasileiro.
Saúde, educação, moradia popular, certamente contam na ordem do dia como alguns dos maiores desafios. Na saúde se impõe a necessidade de recuperar políticas importantes que foram negligenciadas pela atual gestão, como é o caso, exemplo, dos PSFs.
No campo da Moradia Popular vamos lidar com a inexistência hoje de qualquer política federal voltada para o atendimento da população de mais baixa renda. A educação, para além dos seus desafios históricos de melhoria de qualidade e de retrocessos, temos a possibilidade de, a partir da rede municipal, dialogar com grande parte da população mais pobre da cidade.
Na área do transporte há um problema sério de sustentabilidade de um sistema hoje financiado exclusivamente com os valores arrecadados com a venda de passagens. Algumas cidades estão subsidiando os valores das tarifas para reduzi-las e/ou ampliar os beneficiários de gratuidades. Desempregados, por exemplo, poderiam ser objeto de políticas como essas.
A participação popular deve ser o eixo estruturador de nosso programa de governo. A garantia de que nossas políticas sejam decididas conjuntamente entre população e governo servirá também como importante reforço à construção de uma cidade ecologicamente sustentável.
Numa época em que a barbárie nos ronda. Em que o ódio, a intolerância e o desprezo à vida se tornou natural para muitos, não será fácil dar conta desse conjunto de desafios. Mas nos move um sentido de responsabilidade com a luta pela vida. E não apenas a vida como sinônimo de sobrevivência sofrida e doída. Mas vida plena para o presente e para o futuro de nossa cidade, de nosso país e do planeta.

Diretório Municipal do PT de Fortaleza

Comente e participe!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s