Luizianne denuncia que seis milhões ainda aguardam análise para primeira parcela do auxílio emergencial

A deputada federal Luizianne Lins (PT/CE) ocupou a tribuna virtual da Câmara na quarta (8/7) para lamentar as quase 68 mil mortes em virtude da Covid-19. A deputada condenou o ato irresponsável de Bolsonaro, que agora assume o papel de garoto-propaganda da hidroxicloroquina, cujo uso tem sido reprovado por autoridades em saúde devido à falta de comprovação da sua eficácia.

Luizianne denunciou ainda que seis milhões de pessoas que deveriam receber o auxílio emergencial estão ainda com o cadastro em análise para a primeira parcela. Ela também lembrou as categorias vetadas por Bolsonaro na lei de ampliação do benefício, a exemplo de manicure, entregadores de aplicativos, agentes de turismo, pescadores, taxistas.
#ForaBolsonaro

Comente e participe!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s