Entrevista: Luizianne reafirma importância de continuar projetos petistas no Governo do Ceará

Em entrevista ao Jornal Jangadeiro Band News nesta quinta-feira, 05/05, a deputada federal Luizianne Lins (PT/CE) rebateu as críticas feitas contra ela pelo presidenciável Ciro Gomes no mesmo programa. Luizianne mostrou que suas gestões na Prefeitura de Fortaleza foram um divisor de águas na cidade e cujas ações, obras e projetos foram desmontados no governo do seu sucessor, ex-prefeito Roberto Cláudio, nome de Ciro para concorrer ao Governo do Estado, mas sem aprovação do PT Ceará.

A ex-prefeita destacou o orgulho que tem do que fez na educação de Fortaleza, em sua administração. “Construímos e reformamos 80 escolas e acabamos com 117 anexos. Enquanto que o prefeito que me sucedeu fez 28. Uma diferença grande”.

Para ela, as marcas do seu governo em Fortaleza, além da priorização da educação, foram os CUCAs, os Caps, as reformas dos postos de saúde, o Hospital da Mulher, o Vila do Mar, a ampliação do PSF. “Quando tivemos Roberto Cláudio, prefeito do Ciro Gomes, houve uma verdadeira desconstrução das políticas sociais que nós deixamos em Fortaleza. Na assistência social, saúde e educação”, lamenta.

A deputada ressaltou ainda que Roberto Cláudio acabou com a merenda escolar de qualidade. “A merenda voltou a ser aquela coisa para enganar a barriga dos meninos. Nós tratávamos a merenda com alimentos nutritivos”. Na área de saúde, ela enfatização que a comparação com sua gestão não chega aos pés. “Construímos 11 caps, reestruturamos 3, totalizando 14. Roberto Cláudio fez 1”.

Segundo Luizianne, Roberto Cláudio é um grande embuste. Porque ele pegou um governo todo saneado, da nossa administração, com dinheiro em caixa e projetos andando. “Por que o Governo Sarto [atual prefeito, também do PDT] está sendo um desastre? Porque ele herdou dívida da gestão do Roberto Cláudio, não herdou nenhum projeto sendo feito. Por isso, ele quer cobrar taxa de lixo, aumentou a passagem de ônibus, o IPTU. Não é à toa que a estátua de Iracema Guardiã, na Praia de Iracema, desistiu e desabou esses dias por falta de manutenção”. A última manutenção foi feita na gestão Luizianne, em 2012. Ela acrescentou também que, em sua gestão, a passagem de ônibus passou quatro anos congelada e, em oito anos, só houve dois aumentos.

Sobre as eleições de 2022, no Ceará, Luizianne afirmou que o nome de Izolda Cela, atual governadora, tem as condições políticas para fazer a transição do governo de Camilo Santana (PT), para poder dar continuidade às obras e projetos começados pela gestão petista no estado. Muito embora, segundo ela, o PT Ceará já tenha colocado que é possível que haja candidatura própria do partido ao Governo do Ceará, dependendo do nome que saia do PDT. “No PT existem três nomes que podem ser candidatos e candidata a governador/a do Ceará. O meu nome está colocado e os nomes dos deputados federais José Airton Cirilo e José Guimarães. Estamos à disposição para fazer essa campanha, se o partido precisar, e conduzir a campanha vitoriosa do presidente Lula, além de dar continuidade ao projeto político petista do Ceará. Temos muito a colaborar e a acrescentar”, destacou.

A deputada disse ainda que o tratamento do Ciro Gomes em ataca-la é de muito tempo. “Ele me ataca, ataca a Gleisi [Hoffmann, deputada e presidente do PT nacional, ataca a ex-presidenta Dilma [Rousseff] e, hoje, está tentando vetar a Izolda. É um caráter misógino essa postura do presidenciável Ciro Gomes, que, hoje, sequer ganha do Bolsonaro no Ceará. “Nosso povo está cansado dele, que nem sequer participou, em 2020, da campanha do hoje prefeito José Sarto”.

Ouça a entrevista na íntegra no link abaixo a partir do minuto 54:

Comente e participe!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s