Em pronunciamento, Luizianne comenta tragédias de Messejana, Minas Gerais e Paris

_LCM5918.jpg
A deputada federal Luizianne Lins (PT-CE) realizou um pronunciamento hoje à tarde no plenário da Câmara dos Deputados. Em sua fala, a deputada comentou as três tragédias recentes que se abateram respectivamente sobre Messejana (bairro de Fortaleza onde 11 pessoas foram assassinadas na maior chacina da história da Cidade), Minas Gerais (com o rompimento da barragem da mineradora Samarco) e Paris (palco de um ataque terrorista na última sexta-feira em que quase 130 pessoas morreram).

Luizianne classificou como “barbárie” o episódio ocorrido em Fortaleza. “O caso não pode ficar sem uma rigorosa investigação por parte da Secretaria de Segurança Pública do Ceará e merece um acompanhamento sério por parte de nossas instituições”, defendeu. “A se confirmar a tese de justiçamento, de atuação de um estado paralelo dentro das nossas corporações, estaremos diante de um episódio que só aprofunda nossa incomensurável tragédia social”.
A deputada se disse contra o modelo de “estado penal de repressão cotidiana, em que há um processo de criminalização dos pobres, da pobreza e dos movimentos sociais”. “Muito me indigno com os defensores do modelo autoritário, que defendem a violência, a vingança e querem responder a todas as ausências de políticas públicas com respostas policialesca, vitimando sobretudo nossa juventude”, afirmou.
Segundo Luizianne, a catástrofe ambiental em Minas evidenciou a fragilidade dos sistemas de proteção de nossa bacias hidrográficas. “A situação requer uma discussão aprofundada sobre o complexo de barragens e a destinação de resíduos industriais no país”, destacou. “O anterior alerta da crise de abastecimento de água potável assume agora dimensão de catástrofe ecológica. Cidades de uma ampla região estão sem água potável e com abastecimento futuro comprometido”.

Sobre as mortes em Paris, a deputada afirmou que nesse momento de “profunda dor e consternação”, é preciso “repensar as fronteiras diplomáticas mundiais e refletir sobre a ineficácia da guerra promovida pelas grandes potências como resposta às ações terroristas”. (Foto: Luis Macedo/Acervo/Câmara dos Deputados)

Confira a íntegra do pronunciamento em http://bit.ly/1YiVhqe
Confira o vídeo do pronunciamento em nosso canal no youtube

Comente e participe!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s