Luizianne estreia ciclo de seminários virtuais para construção de Programa de Governo Participativo

A deputada federal e pré-candidata à prefeitura de Fortaleza, Luizianne Lins (PT/CE), estreou nessa quinta-feira (6/8) o primeiro de seis encontros temáticos online para discutir o seu Programa de Governo Popular Participativo. Com transmissão pelo encontro popular participativoYoutube, Facebook e Instagram, o tema escolhido foi a saúde em Fortaleza. Mais de 3.500 pessoas acompanharam a live e contribuíram com comentários.
Para discutir o assunto, participaram do encontro virtual o ex-ministro da saúde, senador Humberto Costa, e o ex-secretário de saúde de Fortaleza, o médico Alexandre Mont’Alverne. Além dos especialistas, vídeos de profissionais de saúde com relatos sobre os desafios de exercer a profissão no município foram exibidos ao longo da programação. Guilherme Sampaio, vereador e presidente do PT Fortaleza, foi o mediador do debate.
O senador Humberto Costa alertou para a projeção assustadora de 100 mil mortos pela Covid-19 nos próximos dias. “A perspectiva é sombria. Até outubro, devemos chegar a 200 mil mortes e ainda podemos enfrentar uma segunda onda. Isso tudo devido à abordagem equivocada do governo federal”, explicou. Conforme o ex-ministro, não existe coordenação entre as ações do governo central do País, estados e município. “Essa discussão que temos aqui hoje é extremamente importante, pois uma parte significativa da vigilância está nos municípios”, acrescentou.
O ex-ministro lamentou ainda a falta de investimentos na atenção básica e o gargalo da atenção de média complexidade para o enfrentamento da pandemia. Na mesma linha, o médico e ex-secretário de saúde Alexandre Mont’Alverne denunciou o descaso com a atenção primária pela gestão municipal de Fortaleza.
O ex-secretário também ressaltou o desmonte dos Caps implantados na gestão Luizianne Lins. “A política de saúde era totalmente diferente. A gestão Luizianne Lins implantou até uma residência de saúde da família para fortalecer a formação em atenção primária”, comentou. Mont’Alverne falou sobre o abandono dos Frotinhas e Gonzaguinhas, que receberam emergências estruturadas na gestão de Luizianne. O vereador Guilherme Sampaio reforçou a falta de investimento nos hospitais a partir de relatos que chegam à Câmara de Vereadores e acompanhamento parlamentar.
Luizianne lembrou que, durante a sua gestão, a cobertura do Programa Saúde da Família saiu de 15% para quase 100% e que foram contratados cerca de 1.400 profissionais de saúde. “Acontece que a saúde é algo muito invisível para quem não precisa de um posto, por exemplo. Quem não precisa, não sabe o cotidiano de uma UPA”, disse. A pré-candidata reforçou a necessidade de uma atenção integral à saúde. “Por isso, fizemos os centros especializados de odontologia, para dar uma atenção séria à saúde bucal”, resgatou.
Os webseminários temáticos vão acontecer durante o mês de agosto e setembro e a ideia é que, ao final desse ciclo, o programa participativo da pré-candidata Luizianne Lins esteja público.
Para quem quiser contribuir com o programa, basta entrar nas redes Facebook e Instagram (/luiziannelinsPT) e acessar o formulário.

Confira o vídeo do webseminário: https://bit.ly/2Dj2kjx

Comente e participe!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s