Juventudes

  • Mais políticas públicas específicas para o jovem de Fortaleza, maior vítima da desigualdade e da violência urbana.
  • Políticas públicas voltada para as juventudes que sejam atraentes, inclusivas e que permitam um maior protagonismo juvenil.
  • Superação do dilema entre o estudo e o trabalho com outras formas de ocupação em tempo parcial.
  • Intersetorialidade das políticas, da cooperação econômica, da política de crédito subsidiado para a juventude e do desenvolvimento econômico.

Diversidade e Luta Contra o Preconceito

  • Promoção dos direitos dos jovens, mulheres, pessoas com deficiência, crianças e adolescentes, idosos/as, negros/as e LGBT’s.
  • Políticas públicas baseadas no respeito às diferenças e às singularidades, condição fundamental de construção da cidadania.
  • Intersetorialidade das políticas públicas como condição “sine qua non” para a superação da discriminação, a luta contra o preconceito e empoderamento desses segmentos.

Mulheres e Equidade de Gênero

  • Construção coletiva e permanente da equidade de gênero que tem reflexos positivos no enfrentamento à violência contra a mulher.
  • Promoção do exercício dos direitos das mulheres requer maior empoderamento feminino.
  • Investimento em políticas públicas que reafirmem a posição da mulher na sociedade e preservem a igualdade e a integridade física e psíquica das vítimas.
  • Incentivo à emancipação e empoderamento das mulheres na organização produtiva, na participação, no protagonismo de políticas, na arte, na ciência, na educação e na saúde.

Sustentabilidade Ambiental

  • Garantir os princípios básicos do Plano Diretor Participativo de preservação de parques, áreas de proteção, lagoas, praças, qualidade do ar e direito ao silêncio.
  • Dentro do espírito da participação e da transparência, rever a lei de uso e ocupação do solo urbano.
  • Melhorar a forma de ocupação da cidade, reduzindo a especulação estéril, otimizando espaços privados, inclusive para habitação popular e lazer.
  • Valorizar e redescobrir novos espaços públicos, preservando o patrimônio histórico e cultural.
  • Fortalecer o papel de fiscalização e a educação ambiental para a conscientização da população.
  • Reforçar os instrumentos de controle da gestão urbana e ambiental da cidade.

Segurança Pública e Cidadania

  • Diagnóstico e observação de experiências exitosas de outros municípios brasileiros na área de segurança.
  • Observação de territórios mais vulneráveis à violência e criação de programas integrados nesses territórios.
  • Criação de fóruns comunitários para debater causas, problemas e soluções, especialmente nos bairros com maiores índices de violência.
  • Uso inteligente de dados obtidos através da tecnologia.
  • Abertura de escolas municipais nos fins de semana para atividades familiares e recreativas
  • Elaboração de um plano municipal de segurança.
  • Participação do município no Comitê Estadual de Segurança, Programa Ronda Escolar, Programa de Patrulhamento Guardiã Maria da Penha, Programa Mulheres da Paz, Programa Municipal de Segurança e Cidadania.
  • Observação comunitária e mediação dos conflitos para reduzir a insegurança pública e promover modos pacíficos de convivência.